Relatos do que aconteceu a cada dia, escritos por quem lá está.


Entre 2 a 16 de Abril fomos mais de 120 pessoas a participar na Caravana pela Justiça Climática!
Descobre o que aconteceu nos restantes dias no Diário de Bordo.


Acordamos às sete, um pouco mais cedo que o habitual, contudo a seguir a um bom pequeno almoço, um aquecimento e conversas arrancamos fortes e motivadas.

No caminho logo ao início, tivemos um casal local a juntar-se e percorrer as ruas connosco . Chegamos à praça do Entroncamento, e fomos espalhar a palavra da caravana à nossa maneira.
Fomos todas juntas até à estação, o casal antes de ir embora deixou-nos a sua faixa, e seguimos viagem pelos carris.

Chegamos ao Vale de Santarém, onde fomos recebidos com mais faixas e sorrisos pelas pessoas do Ecocartaxo.
Caminhamos até ao jardim onde estivemos a conversas com os locais e aprender sobre o Vale e os seus problemas. Almoçamos, conversamos mais um pouco e “metemo-nos ” à estrada.

O sol saiu connosco, e esteve intenso e empenhado como nós. Na primeira pausa a maravilhosa caravana encontrou-nos e podemos assim re-encher cantis, molhar corpos e revitalizar. Recomeçamos a caminhada ainda mais fortes e frescas.

Como o bom presságio da manhã, tivemos imensas pessoas a juntar-se a esta quente caminhada da tarde de 15 de Abril. Tivemos ainda um ciclista que se juntou à causa e trouxe com ele mais fruta, água e vontade de lutar.

Chegamos ao Cartaxo, como uma multidão unida, impossível de ignorar. As pessoas saíram à rua, espreitaram às janelas e gritaram connosco.

Chegamos à sede do Cartaxo onde às 18 aconteceu a assembleia Agronegócio Vs Agroecologia: Impacto das Diferentes Agriculturas.

Ciranda “Agronegócio vs Agroecologia: impactos dos diferentes tipos de agricultura” AQUI

Transmissão PTRevolutionTV

A câmara municipal ofereceu o jantar e nosso cozinheiro foi quem mais ficou grato por isto.
Foi a última noite todas juntas da nossa Caravana apesar disso o sentimento que governou foi a felicidade. Dançamos e cantamos com os locais. E assim podemos ir dormir com os espíritos nutridos e prontos para os últimos 50 km da luta.

Até amanhã, esperamos por vocês no Parque das Nações.

Leave a Reply

Your email address will not be published.